continue assim

continue assim

bom dia. quando estiver cansado lembre que você está fazendo a diferença real na vida das pessoas.

https://bit.ly/3MTJi2r

Ligas acadêmicas: como fazer escolhas inteligentes?

Reprodução Giphy

Ah, as ligas acadêmicas! Qual estudante de medicina nunca se viu tentado a participar de uma delas… mas, como fazer para escolher a liga que realmente faz sentido para você? É disso que vamos falar hoje!

Antes de começar, precisamos dizer que nossa intenção no amo medicina 🧬 não é impor nenhuma visão de mundo, muito menos dizer que há uma maneira certa ou errada de pensar. No entanto, queremos trazer insights valiosos para a sua carreira e trajetória pessoal. Ou seja, queremos que você pense “nisto”, não pense “isto”, ok?! Vamos lá!

O que são as ligas acadêmicas? 🎓

De acordo com a ABLAM – Associação Brasileira de Ligas Acadêmicas de Medicina, as Ligas Acadêmicas são entidades constituídas fundamentalmente por estudantes, através das quais se busca aprofundar temas em uma determinada área da Medicina.

Ensino, pesquisa e extensão 🔎

O ensino, a pesquisa e a extensão formam um tripé obrigatório nas universidades e são inseparáveis entre si. Esses princípios são alicerçados pela Constituição Brasileira de 1998:

Art. 207.: “As universidades gozam de autonomia didático-científica, administrativa e de gestão financeira e patrimonial, e obedecerão ao princípio de indissociabilidade entre ensino, pesquisa e extensão.”

A tríade, além de estimular a produção científica universitária, abrange a função solidária, social e cultural que os estudantes podem exercer.

Especialmente na medicina, o papel desse tripé nas ligas acadêmicas exerce grande impacto não só na melhora da formação profissional dos ligantes, mas também serve como meio para levar ações de promoção da saúde à população.

Tempo é ouro 🥇

O estudante de medicina é exposto a muitas atividades ao longo do curso, entre elas:

● Aulas;

● Provas;

● Trabalhos;

● Monitorias;

● Estudos;

● Apresentações;

● Festas (porque todo mundo é filho de Deus, né?!);

● Trabalhos de iniciação científica;

● Treinos e competições da Atlética;

● Simpósios;

● Jornadas Acadêmicas;

● Congressos…

Ufa! Onde sobra tempo para participar das ligas acadêmicas no meio desse balaio todo? Pois bem, muitas vezes a saúde mental do estudante de medicina fica 100% zerada por conta da sobrecarga de atividades. Mas há como evitar isso…

Para começar, é importante entender que, até certo ponto, o estudante pode fazer o gerenciamento do seu tempo, uma vez que atividades como as ligas acadêmicas são opcionais, ou seja, não fazem parte da grade curricular do aluno. Então, apesar de às vezes surgir uma “coceirinha” para entrar em 5 ligas ao mesmo tempo, talvez isso não seja bom para a sua saúde mental…

Uma coisa é fato: tempo é ouro, principalmente para o estudante de medicina, que tem dezenas de atividades para realizar ao longo do dia. Por isso, é importante escolher participar de uma liga acadêmica que, de fato, faça sentido para o aluno, ou seja, o ajude a se desenvolver na carreira médica.

Qual é o seu porquê? 🤔

Realmente, não se aprende a gerenciar o tempo na faculdade de medicina. Muito menos se aprende a priorizar as atividades de acordo com os seus porquês. No entanto, isso tudo é essencial para se tomar decisões que gerem satisfação ao longo da vida. Afinal, sem encontrar um propósito naquilo que fazemos, fica sempre uma sensação de vazio interior.

No livro “Comece pelo porquê: Como grandes líderes inspiram pessoas e equipes a agir”, o autor Simon Sinek ensina a agir de acordo com propósitos. Isso envolve analisar como cada decisão se encaixa no quebra-cabeça da sua própria história.

Tudo isso fica mais prático quando você traz para a sua realidade: pense quais são seus 3 principais objetivos dentro da medicina hoje. De acordo com isso, procure entender como aquela liga acadêmica que você pensou em entrar irá contribuir na sua formação. Se fizer sentido e sua decisão não for atrapalhar o que é crucial na sua formação médica, talvez seja o momento de se permitir conhecer aquela liga!

Vantagens indiscutíveis ✅

Seja qual for o motivo pelo qual você queira entrar em uma liga, há uma série de vantagens indiscutíveis nisso, entre elas:

● Ganho de experiência na especialidade da liga;

● Oportunidades para realizar pesquisas ou outros projetos de extensão;

● Realização de ações sociais;

● Possibilidade de assumir uma posição de gestão dentro da liga (coordenação, vice-presidência ou presidência).

Enfim, tudo isso conta na construção do seu currículo e a participação em ligas acadêmicas agrega pontos na maioria das provas de residência médica. 

Portanto, considere, antes de decidir entrar na liga, o que mais faz sentido para a sua formação. Cuide para não se sobrecarregar e se joga! Boa experiência a você!

https://lp.euamomedicina.com/inscreva?utm_source=email&utm_medium=org%C3%A2nico&utm_campaign=imagem-post

rapidinhas do amo 🗞️

🏥 previsão de inauguração para 2025. Einstein anuncia a construção de Centro Avançado de Oncologia e Hematologia. 

Nunca poupei. Por onde posso começar?

Reprodução Giphy

O médico é um dos profissionais mais bem remunerados do país. Muitos recém-formados, somente trabalhando com plantões, já ganham o suficiente para ficar no topo da pirâmide financeira do Brasil. Afinal, os 5% mais ricos da população tupiniquim ganham mais de R$ 10.313 ao mês (conforme os dados da Pnad Contínua - Rendimento de todas as fontes 2019, do IBGE) – e essa é a realidade vivenciada pela maioria dos médicos.

No entanto, de nada adianta ganhar, sem economizar. Sem poupar é difícil (para não dizer impossível) construir um patrimônio que gere segurança financeira e permita, um dia, parar de trabalhar, se essa for sua vontade. No artigo de hoje vamos te dar dicas para começar a poupar e investir bem o seu dinheiro suado!

Como começar a poupar? 🤑

Se você nunca poupou, não se preocupe, porque, hoje em dia, não é difícil começar. Procure seguir o passo a passo a seguir para dar o pontapé inicial nos seus investimentos.

1. Tenha uma planilha

Há uma frase antiga que diz: “o que não é medido, não pode ser melhorado”. De fato, isso faz sentido, porque se você não quantifica, não sabe consegue comparar dados.

Por isso, tenha anotado, a partir de hoje, todos os seus ganhos mensais. Entenda detalhadamente tudo o que entra e sai do seu bolso (ou melhor, da sua conta bancária).

Há formas muito práticas de controlar suas despesas mensais. Uma delas é usar a função “Planilhas” do próprio Google.

As planilhas ficam salvas na nuvem e você pode acessá-la pelo celular de qualquer lugar com acesso à internet. Além disso, uma outra opção para anotar seu controle financeiro é o aplicativo “Evernote”. Por meio dele você faz notas de uma maneira simples e rápida, podendo acessá-lo via celular ou desktop.

2. Reserve parte para investir

Uma das maiores dificuldades de quem nunca poupou é conseguir começar a economizar. Para isso, é importante decidir quanto da sua renda mensal será guardada.

Essa parcela vai depender dos seus objetivos para o futuro, ou seja, quanto você deseja ter investido nos próximos anos. Para fazer uma simulação, basta acessar uma calculadora de juros compostos e se divertir!

3. Escolha sua carteira

Há inúmeras opções de investimentos. Mas antes de definir em quais ativos você colocará seu dinheiro, é importante analisar os tipos de investimentos. De forma simplificada, há duas formas de investir, a saber:

● Renda fixa;

● Renda variável.

A renda fixa, como o próprio nome diz, trará um retorno certo após um determinado tempo. Há inúmeras opções de investimentos de renda fixa que rendem mais do que a inflação. O Brasil é um país que, historicamente, apresenta altas taxas de juros, fazendo com que, para o investidor mais conservador, seja interessante focar na renda fixa.

Por outro lado, a renda variável, que contempla ações, fundos imobiliários e criptomoedas, por exemplo, oscila todos os dias. Assim, pode ser algo muito estressante para os marinheiros de primeira viagem nos investimentos ou para quem não tem certeza se tem perfil arrojado o suficiente. No entanto, os retornos podem ser bem mais altos em comparação à renda fixa. Aqui, o foco será sempre no longo prazo.

Sabendo disso, é preciso definir em quais ativos você colocará seu dinheiro e escolher em qual corretora ou banco você investirá. Pronto, você pode começar!

4. Pense no longo prazo

A chave para o sucesso nos investimentos é constância e consistência. Ao realizar aportes todos os meses, em 10 anos certamente você terá construído um excelente patrimônio.

Um exemplo hipotético, para ilustrar: ao economizar todo mês R$ 5.000 e investir essa quantidade em uma renda fixa que renda, sem o imposto de renda, cerca de 15% ao ano, você terá um patrimônio de, aproximadamente, R$ 1,3 milhões em 10 anos! Hoje, com a taxa SELIC (taxa básica de juros da economia) a 13,75%, você consegue uma renda fixa de aproximadamente R$ 15.000 todos os meses só com os juros desse patrimônio.

Para algumas pessoas, seria possível viver de renda e “aposentar” com esse valor acumulado no banco ou corretora. Tá vendo a importância de investir bem e com consistência?

Cultura do consumo 💳

O Brasil é um dos países cuja população mais consome no mundo. Além disso, os brasileiros gastam cada vez mais. Segundo um levantamento da Cupom Válido, o nosso país lidera o ranking mundial de crescimento das vendas online, com um crescimento de 22,2% de 2021 para 2022.

O problema é que muitas pessoas não estão conscientes do seu próprio grau de consumo. Há pesquisas que apontam que somente 24% dos consumidores brasileiros se consideram conscientes em relação aos seus hábitos de compra.

Como você viu no início, ter ciência do quanto se gasta é o primeiro passo para economizar e, eventualmente, cortar aquilo que não é essencial.

Dica de filme 🎬

Nós sabemos que você, médico ou estudante de medicina, tem pouco tempo livre. Mas, se sobrar uma horinha e meia na sua rotina, tente assistir ao documentário “A Arte de Economizar”, na Netflix.

Lá você vai conhecer histórias de pessoas que, apesar de realidades financeiras diferentes, enfrentavam dificuldades em poupar. No entanto, depois que especialistas em economia dão dicas personalizadas para eles, tudo começa a mudar para melhor.

Quem sabe esse documentário não é o start para que você comece a investir também?

https://lp.euamomedicina.com/inscreva?utm_source=email&utm_medium=org%C3%A2nico&utm_campaign=imagem-post

#emconstrução🚧

quer nos ajudar a construir nossa comunidade? responda esse email com os conteúdos que gostaria de receber semanalmente em sua caixa de entrada.

clique aqui e compartilhe com seus amigos no WhatsApp

amo medicina 🧬

porque 5 minutos podem ser muito bem aproveitados. ⏳conteúdos, de fato, relevantes sobre marketing 🤳, finanças 💰, carreira 👩🏽‍💼, tecnologia 💻, inovação 📱 e muito mais... direto na sua caixa de entrada do e-mail favorito 💌, sempre às 06:36. e o melhor, é gratuito.

Gostou da edição de hoje? responda esse email e nos conte tudo que achou 😃

não espere 2023 para ter um novo hábito!

as newsletters estão invadindo as caixas de entradas pelo mundo todo, uma nova forma de comunicação rápida e direta ao ponto. a melhor maneira para você se atualizar sobre os conteúdos conteúdos relevantes para médicos.

até quinta

vamos chegar na sua caixa de entrada por volta das 06:36. alguns servidores de e-mail são chatos e atrasam um pouco… outros são terríveis e nos colocam no seu spam e/ ou promoções. sempre que não nos encontrar na caixa de entrada, procure nessas duas abas.

Join the conversation

or to participate.