Analgesia, sedação e bloqueio 💉

Analgesia, sedação e bloqueio 💉

Embora haja quem pense que a rotina do anestesio é monótona, mal conhece a especialidade…

O anestesista domina a farmacologia e a farmacodinâmica, isto é, conhece as propriedades dos remédios e como eles agem no organismo.

Na maior parte do tempo, os anestesistas estarão dentro dos hospitais, seja passando nas enfermarias para avaliar o risco pré-anestésico dos pacientes, seja no centro cirúrgico realizando, em si, a anestesia.

Para quem curte “salvar vidas nos bastidores”, a anestesio é uma excelente área. Porque, enquanto a cirurgia acontece, todos os sinais vitais do paciente estarão na mão do anestesista.

Além disso, a anestesio é uma área que envolve bastantes procedimentos seja em variedade, seja em frequência: Peri e raquianestesia, bloqueios de plexos nervosos, acesso venoso central, colocação do pressão arterial invasiva, intubação orotraqueal laparoscópica ou por vídeo…

Se você não aceita ficar sem a parte clínica, a anestesio não deixa a desejar. Há como se subespecializar em dor, o que permite cuidar, ambulatorialmente, de pacientes que sofrem de algias crônicas e refratárias aos cuidados convencionais.

Um outro ponto legal é que a especialidade tem acesso direto e a residência dura 3 anos. Durante essa formação, é possível dar plantões em UTI, porque a realização de inúmeros procedimentos e a monitorização frequente dá segurança para plantonar nesses locais (onde, geralmente, paga-se melhor).

Portanto, se você pensa em seguir uma área cirúrgica, com muitos procedimentos, e com a possibilidade de estabilização financeira: a bola da vez é a anestesio!

Join the conversation

or to participate.